Últimas Notícias
Home / Tecnologia / Com tecnologia 3D de avatares, DNABLOCK traz tendência dos games para o universo musical

Com tecnologia 3D de avatares, DNABLOCK traz tendência dos games para o universo musical

A empresa californiana DNABLOCK, especializada em conteúdo 3D digital e movimento, criou o videoclipe do seu primeiro single internacional, “Sacanagem”, um feat com dois artistas do trap/rap da atualidade: o argentino Khea, o angolano Preto Show e o brasileiro DJ Zullu.

O clipe conta com uma estética de videogame, transformando os artistas em avatares e permitindo que os três se encontrem virtualmente nas ruas e bailes do Rio de Janeiro. A tecnologia promete revolucionar as produções no universo musical, apresentando uma nova forma de fazer clipes com avatares.

Cofundada por um brasileiro, a DNABLOCK criou uma plataforma de avatar fotorrealista, com uma tecnologia que simplifica a criação de conteúdo 3D. Antigamente, criar este tipo de conteúdo tinha um preço muito alto e o que a empresa fez foi criar uma plataforma, em blockchain, que promete “derrubar” a velocidade de produção de conteúdo 3D e os custos.

A plataforma chamada REPLIKANT ™ é voltada para profissionais envolvidos na área de criação de conteúdo digital (criadores de conteúdo, desenvolvedores e empresas) que podem desenvolver desde um vídeo de 15 segundos para um influencer até um show ao vivo para milhões de espectadores.

O mecanismo de animação permite desenvolver avatares sob medida e de alta qualidade, sem custos proibitivos de pós-produção ou conhecimento especializado de programação 3D. A plataforma está acessível a qualquer profissional em um modelo de software como serviços (SaaS) como já ocorre com outras ferramentas gráficas.

A empresa tem no portfólio o desfile digital da semana de moda de Londres da marca Malan Breton (com modelos, caimento e movimento de roupas), além de já ter realizado trabalhos para a NFL, Masked Singer, Chain Clash Gaming e mais.

 

“A parceria com o DJ Zullu surgiu por meio do escritório que gerencia a carreira dele no Brasil, a Central Sonora”, conta Marcello Capotorto DeMello, cofundador da DNABLOCK.

“Fazer este clipe a distância foi um desafio, pois precisávamos coordenar três fusos: a matriz na Califórnia, o Brasil e a filial de Londres que cuida do Brasil. Também tínhamos o Zullu no Brasil, o Khea na Argentina e o Preto Show em Angola. Foi desafiador por causa dos fusos e ao mesmo tempo foi super enriquecedor, pois foram essas diferenças culturais que enriqueceram o clipe, juntando diferentes ideias, perspectivas e sugestões. Colocar tudo junto não foi fácil, mas o resultado foi incrível, trazendo uma estética super moderna para o clipe, como um videogame. Quase dá vontade de jogar!”, comemora DeMello.

“Eu estou muito feliz em lançar o meu primeiro trabalho internacional e muito empolgado com o resultado do videoclipe”, conta Zullu. “Já que infelizmente neste momento de pandemia eu, Khea e Preto Show não podemos estar juntos, achamos que fazer um clipe em animação e com nossos avatares seria a solução mais apropriada e divertida também. Espero que todos curtam tanto quanto a gente!”, finaliza.

DJ Zullu acumula números impressionantes nas plataformas digitais: são mais de 12 milhões de visualizações de seus vídeos em seu canal oficial no YouTube e mais de meio milhão de ouvintes mensais no Spotify. Seu single “Eu Não Vou Embora”, parceria com Anitta e MC G15, já acumula mais de 23 milhões de streams na plataforma desde seu lançamento.

Já “Pitbullzando Loratcho Bradock”, feat com o MC Kevin O Chris, já passou dos 9 milhões de streams. Seu feat com a cantora Flay, “Quadrilha das Bandidas”, já ultrapassa os 680 mil streams apenas no Spotify.

Fonte: www.mundodamusicamm.com.br

clique e acesse o site

Sobre radioeno

Veja Também

SpaceX aborta lançamento do foguete Falcon 9 segundos antes da decolagem

A SpaceX acaba de abortar o lançamento de um conjunto de satélites GPS III para a Força ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *